Como Surgimos?

Em 2012 aconteceu o Encontro Nacional de Grupos de Agroecologia (ENGA) em Viçosa (Minas Gerais) organizado pela Rede de Grupos de Agroecologia do Brasil (REGA) e o Mutirão Ciranda (grupos de Agroecologia da UFV: APÊTI, GAO e SAUIPE) em parceria com o DCE, os CA’s (Agronomia, Biologia, Ciências Sociais), o programa de extensão TEIA e as Centro de Tecnologias Alternativas da Zona da Mata (CTA-ZM) e Instituto Sócio Ambiental – VIÇOSA (ISAVIÇOSA). O evento contou com a participação de múltiplos profissionais, universitários e educadores de diversas regiões brasileiras.

Durante o seminário “Análise conjuntural da agroecologia: formação e atuação profissional” surgiu por meio dos grupos de Viçosa o questionamento sobre como os profissionais recém-formados e multidisciplinares que trabalham com a agroecologia se consolidariam no mercado de trabalho, feitas as observações que haviam poucas oportunidades de atuação.

Ainda no espaço foi sonhado por universitários, integrantes dos grupos e educadores, a criação de uma cooperativa de trabalho para acolher este perfil. Assim, aqueles que gostariam de continuar estudando e praticando a agroecologia enquanto profissão teriam a possibilidade para se desenvolverem e contribuírem na transformação das paisagens de atuação.

A partir deste diálogo, foi organizado e formado um grupo com 18 integrantes, inicialmente da cidade de Viçosa e região da Zona da Mata. O grupo se uniu em prol da Agroecologia em diversas frentes de trabalho e serviços, buscando uma forma representativa e justa de trabalho que fosse equitativa aos cooperados e cooperadas.

Em 28 de março de 2014, a cooperativa é formalizada legalmente e dá início a prestação de serviços na área ambiental e social.

enga    1011796_144814025715212_1046021294_n

 

                 Imagem1 IV_ENGA_enraizando_a_agroecologia_nos_solos_do_brasil

"Em toda ação, Viçosa em Transição!"

“Em toda ação, Viçosa em Transição!”

 

 

 

 

 

 

Anúncios